Entrevista com Geyme Lechner Mannes, autora do livro “Meninas bonitas não são para casar”

É com enorme alegria que apresento entrevista que fiz com a já querida Geyme, autora do livro Meninas bonitas não são para casar. Ainda não li o livro, mas fico cada vez mais com àgua na boca todas as vezes em que devoro a sinopse. 

Devore você também:

O futuro de uma jovem violentada poderia ter sido diferente. A descoberta do primeiro amor, uma mãe cruel, um pai alcoólatra e a inveja de uma irmã marcam profundamente a adolescência de Roberta e trazem como conseqüência, um futuro cheio de controvérsias perigosas.
A menina inocente é enterrada e em uma nova cidade nasce uma nova mulher. (continua aqui)

Para quem não conhece a Ge, ela é Escritora, critica de política, filosofa do cotidiano, avessa à ditadura do sistema imposto, contraria ao “status quo” da conformidade. Casada, mora em Leipzig na Alemanha. Ge é também blogueira, dona do Boutique de Idéias.

Geyme Lechner Mannes, autora do livro Meninas bonitas não são para casar

Confira a entrevista: 

Como surgiu a ideia do livro? 
 A ideia do livro na verdade não surgiu nunca, eu comecei escrevendo devagarzinho sem saber “o que” nem para “onde”. Quando percebi que tinha uma historia com lugar definido e alguns personagens, fui encaixando tudo posteriormente, similar a uma obra de arquitetura. Situações, encontros e desencontros, personagens vítimas de si mesmos e seus desafetos. Ainda que eu não tivesse uma ideia quando sentei-me para escrever as primeiras linhas da obra, tinha imensa vontade de criar um romance que eu mesma gostaria de ler. Reconheci minha vontade voraz de escrever e obedeci este desejo.

Como você descobriu que queria ser escritora? 
Bem, não sou partidária de fazer o tipo que diz: “Leio tudo que cai em minhas mãos”, esse tempo existiu, mas partiu para longe. Adoro ler, mas leio só o que me interessa e me dá prazer, se não gosto de uma leitura, invisto até certo ponto, depois desisto. Pode soar arrogante, mas como leitora exigente e “destruidora” de livros que sou desde faz muito tempo, tive momentos de insatisfação com livros muito bons. Algumas vezes flagrei-me dizendo a mim mesma: Por que o autor não escreveu de outra forma? (como eu queria que fosse) e dava meus próprios desfechos, “consertava” tudo que poderia ser melhorado (para o deleite de minha própria leitura).

Morar na Alemanha é uma opção pessoal ou profissional? Escritora brasileira, sofre preconceitos? 
Absolutamente pessoal, meu marido (e meu manager também), é alemão. Resolvi encarar esse país como um super-desafio dado as diferenças de cultura e principalmente de idioma. Ainda que a opção de morar na Alemanha seja pessoal, escrevo meu segundo livro enquanto tento uma publicação na Europa, Portugal é nosso primeiro país “alvo”. 

Para responder a segunda pergunta, diria que o maior preconceito que escritoras brasileiras sofrem é no próprio Brasil. Não falo pelo gênero sexual, mas pelo fato de escritor brasileiro ser dividido em níveis, ora como super star (alguns gatos pingados), ora com suas obras confinadas dentro de gavetas. As editoras no Brasil nem recebem mais os originais, a grande maioria funciona apenas através de agentes literários. Para citar um exemplo, participamos da feira do livro em Frankfurt, a maior e mais importante mundialmente, levei alguns originais e apresentamos na associação de escritores da América Latina, situada em Berlim, levamos também para editoras alemãs, fizemos contatos com espanhóis, outros escritores… foi fantástico, os únicos arrogantes que encontramos na feira foram os representantes da Cia das letras, editora brasileira, lamentável….. Encontrar brasileiros fora do Brasil e sentir a soberba proposta… 

Está lendo algum livro atualmente? Qual? 
Acabei O retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde (interessantíssimo!) e comecei: O perfume, a história de um assassino.

Qual seu tipo de leitura favorita? 
Romances, sempre romances, bons romances!

Recorda-se qual foi o primeiro livro que leu? 
Com certeza absoluta: O outro lado da meia-noite de Sidney Sheldon.

Quem, ou o que, te inspira a escrever? 
A vida por ela só, pessoas, manias, reações, percepções… Sou curiosa e atenta, tudo e todos podem ser frutos para uma boa história! Poderia responder essa pergunta com os agradecimentos que escrevi no meu livro (eles serão sempre válidos), vou resumir: “Agradeço todas as pessoas que de alguma forma contribuíram com suas loucuras, aos que sobreviveram a problemas estúpidos e aos que resolveram grandes problemas… aos que não souberam lidar com paixões, aos suicidas, aos amores obsessivos, à razão dos insanos… Agradeço todo delírio humano que de alguma forma foi (e é) fonte para minha inspiração!”

Quando e porque você começou a escrever: Meninas bonitas não são para casar? 
Comecei a escrever mais ou menos em 2002, quando não encontrava mais livros que me satisfizessem, então pensei: Por que não escrevo meu próprio livro? Entre plantões que fazia no hospital e a faculdade de administração, dedicava-me a escrever um pouco a cada dia. Levei mais de 3 anos e terminei a obra quando estudava filosofia na Argentina, em 2006. O livro estava encadernado na minha prateleira, ano passado com o incentivo incondicional de meu marido, resolvemos divulgar a obra e tirá-lo da estante.

Como foi a escolha do titulo? 
Foi muito mais difícil que escrever o livro, rsrs. O nome original era: Anjos em pecado. Meu agente literário, Zeca Martins, disse que eu ainda necessitava trabalhar o título, depois de centenas de nomes apareceu: Meninas bonitas não são para casar, eu gostei, ele gostou e todos ficamos felizes! O título vai de encontro aos desencontros amorosos, a beleza às vezes é a pior inimiga… e coincidentemente (já que o título veio depois), as garotas na obra, não vivem o famoso: E foram felizes para sempre… 

 Eu particularmente me apaixonei pela capa. Você teve participação na escolha? 
Minha participação foi somente para aprovar, a capa foi a primeira opção que me enviaram, não tive duvidas, aprovei instantaneamente. Ainda que às vezes a capa confunda os leitores, com sua cor rosa e seu vestidinho de noiva guardado no guarda-roupas, mas a antítese contrastante entre capa e história também me agradaram. Mas aviso: Não se iludam, o livro tem indicação para maiores de 16 anos!

É difícil publicar um livro? 
Sem querer ser pessimista, mas acredito que ganhar na mega-sena é ainda mais fácil, rsrsrs Escritores desconhecidos no Brasil sofrem inúmeras limitações. As editoras não assumem riscos e não chegam sequer a ler o material. Chegamos numa “era” em que lamentavelmente, os escritores precisam patrocinar os próprios livros, divulgar, trabalhar, retrabalhar… com talento e sorte, quem sabe as portas se abram.
 
Qual a dica para quem pretende ser uma escritora?
Inspiração, motivação e percepção para senti-los; ter (ou ser) constantemente bons ouvidos; bons olhos! Ler muito, ter opinião crítica, dominar o português (ainda que existam pessoas que desconsiderem este quesito, para mim é fundamental), exercitar a redação e imaginação em qualquer aspecto no dia-a-dia, aliar tudo isso com uma história que prenda o leitor em algum aspecto determinado, ou, vários deles, entender e conhecer cada personagem e ambiente criado, superar os pudores morais em determinadas circunstancias, ousar, romper regras de conduta! Criar, inovar e ser demasiadamente paciente para escrever a própria obra página por página!

Preparem-se, pois em breve teremos promoção do livro aqui no blog e no twitter

 

 

Anúncios

Eu quero!!!

Oi galera!
É engraçado como navegamos mesmo quando estamos na internet né? Hoje visitando o blog da Luiza eu acabei encontrando a indicação dela para um blog que estava com uma promoção e o prêmio eram várias amostinhas da Contém 1G. Entrei no blog e encontrei indicação para outra promoção e assim foi indo. Quando dei por mim estava com váááárias abinhas o Internet explorer7 cheinhas de blogs super interessantes. Muitos valeram a pena assinar.

No fim das contas, estou participando de 3 promoções 🙂

Na Quitanda da Beleza eu estou concorrendo à produtos das Yes! Cosmetics

Na verdade são:
 1 Gel iluminador para a pele com cheiro maravilhoso de Flor de Cerejeira
 1 Batom Líquido Hidratante Branco Estrelado
 1 Blush cor Summer Tan (30603)
 1 Sombra cor marrom dourado (3012)
 1 Glitter cor Ouro Velho (30822)

Maravilha né? hehehe Para participar como eu, clique aqui. O sorteio acontecerá dia 14/02

O blog Calcinha Fru-Fru está sorteando:

1 Glitter Face Vult Fruta Cor e 1 Par de Brincos de borboleta com apliques de Strass

É claro que Eu quero e  quem quiser também é só entrar no blog até o dia 27.01 e participar.

E por último, mas não menos importante e interessante, estou participando da promoção do blog da Val Gouveia Ela está sorteando um lindo kit para scrapbook que eu por um acaso AMO!!!

Quem quiser participar é só clicar aqui se também quiser participar, mas esse também é somente até o dia 27.01, ok?

Mas importante que tudo isso galera, é sem dúvidas ler as regrinhas e mais importante ainda é aumentar a nossa rede de amizades e de conhecimento “bloguístico” concorda?

bjinhustathy2